Serginho_952A2222.JPG

Falecida em março de 2018, aos 80 anos de idade, a professora e pesquisadora Clotilde de Lourdes Branco Germiniani, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), será homenageada postumamente pela Câmara Municipal de Curitiba (CMC). Nesta segunda-feira (17), o plenário, por unanimidade, acatou a sugestão de Julieta Reis (DEM) para que Clotilde Germiniani denomine um logradouro público da cidade.

Durante muito tempo, Clotilde Germiniani foi a única paranaense na Academia Brasileira de Medicina Veterinária. Ela coordenou a pós-graduação de Medicina Veterinária da UFPR, fundou a Sociedade Brasileira de História da Medicina, correspondia-se com a Academia Ciências, Letras e Artes da Lyon, na França, e com a Academia Pernambucana de Medicina Veterinária.

“Também era figura importante fora da cena acadêmica, envolvendo-se com o Centro de Letras do Paraná, Centro Paranaense Feminino de Cultura, Instituto Histórico e Geográfico do Paraná, Academia de Cultura de Curitiba. Foi do conselho diretor da Aliança Francesa em Curitiba e, em outubro de 2010, assumiu uma cadeira na Academia Paranaense de Letras (APL)”, destacou Julieta Reis, que na tribuna recuperou a justificativa da proposição.

Na sessão plenária de hoje, também em unanimidade e em primeiro turno, por sugestão do líder do prefeito no Legislativo, Pier Petruzziello (PTB), aprovou-se a declaração de utilidade pública à organização não-governamental Acepp (Assistencial a Crianças Carentes Portadoras de Câncer, Leucemia e Paralisia Cerebral). Localizada no Pinheirinho, a ONG auxilia mais de 100 famílias na região.

Segundo turno
Em segundo turno, o plenário confirmou a proposta da Comissão Executiva para fixação dos 290 cargos comissionados na estrutura parlamentar. Como explicou Serginho do Posto (PSDB), presidente da CMC, “a tramitação do projeto é uma exigência legal”, feita para dar transparência à composição dos gabinetes. Não há criação de cargos, sendo que o total é inferior a 2016 e 2015, quando a estrutura parlamentar chegou a 295 pessoas.

Em redação final, foi analisado projeto da Prefeitura de Curitiba que trata do desconto da gratificação de auditoria. Como o plenário aprovou emenda durante a análise em segundo turno foi necessária uma terceira votação, para que o plenário ratificasse a redação final do texto. 

Fonte: CMC