O plenário acatou indicação de sugestão ao Executivo de iniciativa de Serginho do Posto (PSDB) para que a rede municipal de saúde tenha um programa de apoio e tratamento aos portadores e psoríase e vitiligo (201.00333.2017). A iniciativa, propõe o vereador, ofertaria exames de diagnóstico das doenças; tratamento ininterrupto, orientado por médicos especialistas e psicólogos; acesso a medicamentos; e capacitação dos agentes de saúde do Município.

“Embora benignas e não contagiosas, o portador dessas dermatoses tende a ser alvo de preconceito, o que lhe causa sensível diminuição da autoestima”, justifica a proposição. Segundo Serginho, estima-se que no Brasil de 2 a 3% da população tenha vitiligo e cerca de 5 milhões de pessoas a psoríase. “No Paraná, especialmente em Curitiba, ainda não há dados oficiais e precisos sobre a quantidade de indivíduos com as doenças. No entanto, com o devido tratamento pelo sistema municipal de saúde procura-se diminuir os casos, minimizar as complicações que podem advir do não atendimento adequado, erradicar o preconceito e melhorar a autoestima dos portadores”, completa.
 

Fonte: CMC