O presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), recebeu, na sala de reuniões da presidência na tarde desta quinta-feira (23), o presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul (RS), Felipe Gremelmaier (PMDB), que apresentou o Parlavox, uma plataforma multimídia que ganhou o prêmio Projeto Inovador 2017. “O objetivo principal desse mecanismo é proporcionar maior transparência aos atos públicos da Câmara de Caxias em cumprimento à lei de transparência (lei 12.527/2011)”, disse Gremelmaier.

O Parlavox, desenvolvido “a custo zero pelo próprio Legislativo de Caxias”, disponibiliza aos cidadãos os discursos dos vereadores em texto, áudio e vídeo quase simultaneamente. Em cerca de trinta minutos é possível acessar, imprimir, enviar por e-mail e compartilhar nas redes os discursos . “Optou-se por modernizar a forma de disponibilização dos referidos discursos no intuito de ampliar a transparência da atividade plenária do Legislativo caxiense. Manteve-se a metodologia antiga e potencializou-se a forma de disponibilização desses discursos seguindo três conceitos: ágil, intuitivo e digital”, disse Gremelmaier.

O presidente Serginho do Posto elogiou a iniciativa. “Todo mecanismo que traga transparência ao Legislativo deve ser priorizado. Queremos avançar cada vez mais nesse quesito, para que a população tenha acesso a todos os dados e informações públicas do Legislativo”, avaliou.

A plataforma também possibilita o acesso concomitante aos resultados das votações através da imagem do painel eletrônico. De acordo com Gremelmaier, os acessos aos discursos que antes eram em torno de 200 por mês, subiram para 30 mil por mês. “Houve uma diminuição no fluxograma, simplificando a zero a intervenção humana na consulta. Em quatro meses, atingiu-se a marca de 50 mil acessos; e, em sete meses, o sistema ultrapassou os 200 mil acessos”, contou.

Segundo o presidente da Câmara de Caxias do Sul, o Parlavox foi lançado em abril deste ano e ganhou visibilidade nacional: foi apresentado no Congresso Nacional de Legisladores e Legislativos, levado à Câmara dos Deputados em Brasília, ao Congresso Nacional, à Assembleia do Estado do Rio Grande do Sul, à Câmara de Porto Alegre, aos Legislativos e Tribunais de Contas do Estado da Bahia e está sendo cedido gratuitamente a vários outros estados do Brasil.

Fonte: CMC