Em visita à Câmara Municipal nesta quinta-feira (5), o cônsul geral da Itália em Curitiba, Raffaele Festa, anunciou uma parceria entre o Centro de Cultura Italiana e a Prefeitura de Curitiba para levar o ensino regular da língua italiana a alunos do ensino fundamental da capital. O projeto piloto deverá funcionar a partir de março de 2018.


“Em conversa com o prefeito Rafael Greca e a secretária de Educação [Maria Silvia Winkeler], decidimos por esse projeto para reintegrar a língua italiana moderna nas comunidades. Uma língua para o trabalho, a arte e o intercâmbio”, disse Festa, que esteve na Câmara a convite do líder do governo Pier Petruzziello (PTB). “A ideia é que se introduza o italiano como disciplina na grade curricular”, completou Pier.
 

Inicialmente participarão do projeto cinco escolas e os bairros escolhidos foram Água Verde, Umbará e Santa Felicidade que, segundo o cônsul Raffaele Festa, são as localidades com a maior concentração de descendentes de italianos em Curitiba. O material didático será fornecido pelo governo italiano. A iniciativa deverá receber uma moção de apoio do Legislativo, segundo o presidente da Casa, vereador Serginho do Posto (PSDB).

Durante o encontro, o cônsul e os vereadores puderam trocar informações sobre como funciona o Poder Legislativo no Brasil e também na Itália. Festa destacou a sua admiração pelas intervenções urbanísticas na capital paranaense, entre elas o transporte coletivo. Já Serginho do Posto falou da importância de Curitiba como polo de decisões em questões metropolitanas, incluindo o próprio transporte coletivo, a coleta de lixo e a gestão da saúde.

Depois da reunião, os vereadores levaram o cônsul para conhecer o Palácio Rio Branco, prédio histórico construído no século 19 que abriga o plenário da Câmara. Durante a visita, esteve presente também a deputada estadual Maria Victória (PP).

Também acompanharam a visita Claudio Antonio Carcereri e Mario José Negrello, moradores do Umbará, a convite do vereador Mauro Bobato (Pode), a deputada Maria Vitória, e os vereadores Bruno Pessuti e Felipe Braga Côrtes, ambos do PSD, Fabiane Rosa (PSDC), Geovane Fernandes (PTB), Kátia Dittrich (SD), Maria Manfron (PP) e Sabino Picolo (DEM).

Fonte: CMC